1 de fevereiro de 2010

O que é preciso

É preciso estudar, trabalhar, é preciso se dedicar ao máximo, crescer, evoluir, surpreender e ser a referência profissional que sempre esperaram de você. Mas é preciso ser dona de casa também, ir ao supermercado, pagar as contas, ter tempo para se organizar. É preciso ser filha, irmã, namorada, amiga, colega, é preciso ser humana, estar sempre a disposição quando é requisitada, é preciso cuidar de quem precisa de você. Mas também é preciso dar atenção a si mesma, não esquecer do corpo e da alma, comer bem, se exercitar, estar bem vestida, bem disposta, feliz.

É preciso ser perfeita. Mas é preciso que todos saibam que você não é de ferro. Que você tem sentimentos, limitações, que se cansa, que sente necessidade de ser cuidada, também.

É preciso se desligar do mundo quando o mundo começa a precisar demais de você...

4 comentários:

Juliana. disse...

Sim, isso é verdade! O mundo as vezes passa a exigir tanto de nós e precisamos de um tempo só nosso!

Bjos Angel

Jacque disse...

É preciso desacelerar, deitar no seu próprio colo e acariciar a alma. É preciso ser tantas e ao mesmo tempo ser uma só. É preciso que as pessoas entendam que carinho não se pede, se ganha de bom grado. É preciso ser menina para não perder a pureza, e é preciso ser mulher para extravazar nossos mais lindos sentimentos.

" É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã."

E amanhã, assim como hoje, é preciso que nos escutem quando precisamos mais de nós mesmos sem deixar de precisar dos outros.

Me identifiquei demais com seu texto.Hoje, preciso de mim, pois, só assim me entendo.

Um abraço demorado!

Angel disse...

Ei, Juliana, você me traduziu direitinho! As vezes precisamos de um tempo só nosso, e isso não é ser egoísta, é cuidar da gente.

Abraços!

Angel disse...

Ei, Jacque, obrigada por complementar tão lindamente as minhas palavras. É isso, minha amiga, um tempo para nós, para rever conceitos, pensar na vida, ter um pouquinho de paz nesse mundo tão imediatista e que tanto nos cobra.

Abraços!

Postar um comentário