25 de maio de 2010

Sentir

Dizem que quando alguém perde um de seus sentidos os que ficam tornam-se mais sensíveis, como uma forma de compensação.

Então, me deixa caminhar de olhos fechados? É que agora eu quero conhecer o mundo com as minhas mãos, quero tocar, sentir na pele, à flor da pele, quero tudo, e a cada segundo, e intensamente...

45 comentários:

Marcelo Mayer disse...

se deus não te deu asas, arrume um par
o homem é bom para criar alternativas. inclusive as imaginárias

Metamorfoses disse...

Intensamente, é sempre melhor que ir com medo de cometer erros. Apesar do resultado nem sempre ser o esperado[o q não significa ser ruim] viver intensamente é sempre mais gostoso...

Suzana Martins disse...

Sim, o sentir!! O melhor dos sentidos!!!

Lindo!!

Beijos

Jacque disse...

Sentir intensamente... Eu adoro isso. Por um tempo, achei que sentia, mas, logo percebi que era vago, talvez intenso em algum momento, mas, faltava... entende? Hoje falei com uma amiga e disse à ela que precisamos deixar bem evidentes nossos defeitos, assumir o que somos e melhorar com isso. Eu errei muito nessa vida, escolhi caminhos tortuosos e acreditei mais do que deveria, mas, só quando toquei a realidade, coloquei as mãos e a senti diante de mim, tudo se transformou. TRANSFORMAÇÃO, essa é a palavra.

Viver intensamente, esse é o lema.


Um beijo, Anjo!

Bleeding_Angel disse...

Isso pode soar mto romantico, mas naum queira isso, naum deseje isso nem de brinkdeira.
Estou com uma lesaum cerebral q fik entre o cerebro e o nervo optico e esta pressionando minha retina e, consequentemente, me fzendo perder a visaum. Kda dia q passa, tudo vai fikndo mais escuro, meu olho direito jah esta pratikmente qse tdo na escuridaum e vc naum imagina a aflicaum q eh, a aflicaum q sera se estes tratamentos experimentais naum resolverem essa minha doenca grave e desconhecida.
Eu naum qro fechar os olhos, eu naum qro tocar, eu naum qro a escuridaum... eu qro ver, perfeitamente. E nem sei se esse dia chegara mais... =(
Bjos

Franzé Oliveira disse...

Fecha os olhos e percebe o mundo de outro plano.
Uma experiência e tanto.
Beijusssssssssssssssssssssssss.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Bonito esse texto, realmente focalizamos tudo nos olhos... e o bom é aprender a sentir tudo à flor da pele! Interiorizar, em vez de apenas captar imagens e sensações como faz um cão, por exemplo

Leni disse...

lindas palavras :D viver intensamente é meu desejo, é minha praia. Melhor sensação nunca sneti quando me entreguei aos meus sentimentos... quero assim ser livre pra sentir tudo que desconheço. Adorei suas palavras. Obrigada pela alegria que elas me trazem
beijos

Rogério disse...

pode ter perdido sentidos pelo caminho, mas ainda há de manter o seu sentido de busca, pois o mundo ainda te espera.

beijos anjo

Angel disse...

Fabrizia, a gente vai aprendendo que vida passa rápido demais, e isso a gente só aprende vendo-a passar (infelizmente). A gente vê que cada segundo é único, e que pode não haver o próximo... A intensidade é uma entrega, é preciso coragem, e acima de tudo vontade. Como você disse, de alguma maneira, vale a pena...

Abraço, flor!

Angel disse...

Mayer, e eu não duvido disso, sabia?! Acredito que somos mais criativos do que pensamos, e que quando a gente quer de verdade, "dá seu jeito".

Abraço, querido músico!

Angel disse...

Jacque, essa sua frase "deixar bem evidentes nossos defeitos, assumir o que somos e melhorar com isso", é um sinal claro de maturidade! Ao menos, eu penso assim. Não é tão simples assumir o que somos, aceitar nossos defeitos e aprender a melhorá-los ou lidar com eles. Quando alcançamos isso a vida fica mais leve, não nos preocupamos em esconder mais nada.

A vida é mesmo um aprendizado, não é?! E se somos bons alunos, o tempo é generoso...

Abraço, linda Jacque!

Angel disse...

Verdade, Suzana... Somos governados pelo que sentimos, somos o resultado disso. E me parece que, então, o verbo "sentir" é o que mais se equipara ao verbo "viver"...

Bom tê-la por aqui, companheira de blog!

Abraço, e seja sempre bem vinda!

Angel disse...

Ahh, coleguinha de nuvem... Te confesso que não sabia dessa sua situação, e arrisco dizer que se soubesse, talvez não teria escrito este texto, que veio repleto de sentimentos bons. Não queremos isso, nunca literalmente... Vejo meu texto como uma vontade de abandonar as ilusões, uma vontade de amar, de querer, apenas o que é rreal, o que palpável, o que é verdadeiro, não o que criamos a partir do que vemos.

Eu gosto tanto, tanto de você, e estou aqui com o coração apertado, por pensar que meu texto possa ter te deixado triste... Espero mesmo que não, tá?

Abraço, amigo anjo!

P.S.: Eu vou fazer o que me é possível para te ajudar, vou tudo de melhor que tenho para você, em meus pensamentos.

Angel disse...

Franzé, é isso mesmo! Tentar enxergar além porque a visão é obvia demais e pode nos enganar, mas, o sentir... talvez não seja tão fácil o engano.

Abraço!

Angel disse...

Alexandre, que belo complemento ao meu texto. Ando com essa vontade de absorver mais que imagens, de levar comigo o real significado de cada coisa, de cada momento, e para isso é preciso sentir, viver, e, como você tão bem disse, interiorizar.

Abraço, meu amigo!

Angel disse...

Com toda certeza, Rogério!

Obrigada pelo carinho, viu?!

Abraço!

Angel disse...

Leni, sinto que você já exerce o meu texto, e saber disso me fez muito bem, me disse aqui "é possível, tá vendo?!". Que bom tê-la por aqui! Eu que agradeço o carinho, e espero tê-la sempre na minha nuvem.

Seja bem vinda!

Abraço.

Bia Monteiro disse...

Ai Anja...
Me veio uma música na mente agora da banda Catedral q diz + ou - assim:
"... Eu qro sentir nessa hora, a tua presença agora, falando ao meu coração, com carinho e emoção..."
Nada melhor do q sentir...
O q os olhos não veem, as mãos sentem...
Bjo carinhoso
=)

Vanessa Souza Moraes disse...

Caminhe :)

Meri Pellens disse...

Eu prefiro ainda olhos bem abertos, mesmo em sentido metafórico rs...
Beijos na alma!

Washington Benjamin disse...

Eu gosto da frase “viva cada dia como se fosse o último” porque ela desperta em mim um sentimento de valor, a rotina adormece nossas percepções, principalmente nós ocidentais.
Você lembrou-me que preciso viver intensamente cada momento, isso eu havia esquecido.
Obrigado.

! Marcelo Cândido ! disse...

Nossa
Nossos sentidos somente nossos
Será que é bom compartilhar?

leonel disse...

A realidade está a um passo de nossa vontade de sentir. Então, sinta, Angel. Do que adianta ter asas, se é com as mãos que tocamos as nuvens do céu? Anjos também querem ser mortais. E quer saber? Devem ser. Ao menos uma vez, uma única vez, ao menos para terem o que um dia contar.

À caminho, Angel!

Beijo de um mortal.

PR" disse...

Adorei! +.+

Desabafando disse...

Adorei ler isso mas nem sei o que dizer...rsrsrs...fiquei aqui refletindo. Acho que seria bom poder caminhar um pouco de olhos fechados e que isso teria suas vantagens mas será que não perderíamos o caminho? será que não ficaria mais fácil de nos iludirmos?

Angel disse...

Bia, tem me feito uma falta isso, amiga... Tem sido tudo tão automático, tão... cru (sei lá, me falta uma definição). Preciso exercitar o "sentir", mais que o "ver" e o "ouvir".

Abraço, flor!

Angel disse...

De um jeito ou de outro, é o que devemos fazer, não é Vanessa?!

Abraço!

Angel disse...

Acho que cada um prioriza um sentido, de acordo com sua fase, experiências anteriores... Enfim, cada um precisa de algo, não é Meri?!

Abraço, minha amiga!

Angel disse...

Washington, pois então vamos nos comprometer a não esquecer disso nunca!

Abraço, meu caro!

Angel disse...

Marcelo, vezes é, vezes não... rs. Vai saber, né?!

Abraço, meu amigo!

Angel disse...

Leo, eu diria mais... Do que andianta ver sem poder sentir? Isso vale para tantas coisas...

Obrigada pelo carinho, viu?!

Angel disse...

Obrigada, PR"!

Angel disse...

Não sei, flor, não sei... rs. Talvez sem radicalizar, né? Um pouquinho de tudo, de visão e de sentimento...

Abraço!

Leo disse...

Puxa, acho que vou caminhar de olhos bem fechados também, dizem que a gente sonha por dentro, na verdade então, sentimos mais intensa_mente.

Lindo, querida Angel...

deixo-te meu beijo!

Angel disse...

É isso, Leo... Sigamos tateando a vida!

Obrigada pelo carinho, meu amigo!

Abraço, Leo!

ErikaH Azzevedo disse...

Enxergando as coisas em braille.

O essencial é invisivel aos olhos, já dizia o Exupery né!

Deixo-te na tua pele isso:

”(…)Inda eriças meu pelo.
Inda me esfrias, inda me dás rubor.
Inda me trazes o gaguejo, o tremor.
Inda aromas no meu âmago a minha dor.

Epiderme debulhada de paixões,
de cantigas antigas,
velhos poemas,
insistentes memórias juvenis(…)”

Waldir Pedrosa Amorim


Bjos flor!

Erikah

ErikaH Azzevedo disse...

Sabe que qdo escrevi aquele post , o ultimo que vc comentou , eu lembrei de imediato de vc amora...lembrei sim e tu me ajudaste a escrever.

Pra mim sempre foi dificil escrever o que nao sinto, hj já consigo e isso tem me acontecido bastante.

Beijos meus!

Erikah

Angel disse...

"O essencial é invisivel aos olhos"

Amiga, essa frase resume tudo, tudo... É o meu post em seis palavrinhas... Que lindo! E você ainda me deixa esse poema... :)

Pois é, flor, e eu me reconheci nas suas palavras, você bem sabe...

Você é uma linda mesmo! Adoro!

Abraço, minha amiga!

Erica Vittorazzi disse...

Eu quero sentir com os olhos, ouvidos, tato, olfato e coração.


beijos

Léo Santos disse...

É... De fato! Eu por exemplo, que tenho todos os meus sentidos bem saudáveis encontro sérias dificuldades para viver bem a vida! Talvez devesse abdicar de algum também!

Um abraço pra ti!

Angel disse...

Se puder, quero também, Erica!

Abraço, flor.

Angel disse...

É, Léo, acho que devemos abdicar de qualquer coisa que nos impeça de aproveitar a vida como se deve...

Que bom tê-lo por aqui! Seja bem-vindo.

Abraço!

Juliana. disse...

Minha amiga este querer é muito bom, as vezes é preciso urgência, intensidade em nossas vidas, para deixar a rotina de lado..rs
Um abraço Angel

Juliana

Angel disse...

Exatamente, Ju! Se a gente deixar a vida vai ficando monotona, as mesmas coisas, todos os dias...

Abraço, flor!

Postar um comentário