27 de maio de 2010

Constatações

Quer saber? Tenho inveja. Dela. E saudades. De você. Mas enquanto isso eu me curo ao meu modo. Com ele. Cegando o amor com segundos de inconsciência, intensa. Nossa.

Nossa!

41 comentários:

Juliana. disse...

Quando isso acontece é difícil entender que aquela pessoa que queremos tão bem, esteja com outra pessoa! Vá dizer isso ao coração, aos sentimentos!
Ahh fica mais dificil ainda!
Um beijo
Juliana

Angel disse...

Verdade, Ju. Mas... Como diz minha mãe "se não está com você é porque não é seu". Um dia passa, ah, se passa!

Abraço, amiga Ju!

Rogério disse...

Tambem tenho saudade de voce. Dele e dela não.

Angel disse...

Ahh... mas é um doce mesmo! rs

Abraço, moço!

Metamorfoses disse...

Eu sei que quando algo que nos fazia tão bem desanda a gente acaba tentando se proteger de alguma forma, pra não ter q passar por aquilo novamente. Mas não deixe esse buraco crescer. Sabe-se que ele lá está, como um espaço q outrora fora preenchido por lindas orquídeas e que de uma hora pra outra foram ceifadas por alguém cruel e injusto. Mas há de renascer, mais belo e mais forte... Acredite, há de renascer!
bjs!

Angel disse...

Estou aqui tentando não duvidar disso nunca, flor... Obrigada pelo carinho, viu?! Faz uma diferença "danada" na vida da gente...

Abraço!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Esse sentimento é complicado. Mas passa.
Que ele te ajude a esquecer aquele outro ele...
Quem sabe no ele de agora vc descubra coisas até muito melhores que no velho ele...

Angel disse...

Alexandre, dizem que só um novo amor para esquecer um antigo... Será? Parece funcionar para alguns.

Abraço, meu amigo!

Leni disse...

É, sentimento colicado. Mas jogue a primeira pedra quem nunca teve o coração apertado dessa forma!!
lindo blog
beijos

Angel disse...

Pois é, Leni... Tão provável quanto estar vivo no próximo segundo, é ter um amor que faz doer...

Obrigada pelo carinho, flor!

Abraço.

Marcelo Mayer disse...

tá ai uma guerra desnecessária

leonel disse...

nossa, anjo do pedacinho! Mas, não dá para ser "ela", e, matar as saudades de "ti"?

Beijos de um mortal.

Angel disse...

Mas não é uma guerra, Mayer... É a vida que segue... rs.

Abraço!

Angel disse...

Leo, pensando bem, dá pra ser como a gente quiser... Não acha?

leonel disse...

Certamente, Anjo! Certamente!

Katrina disse...

Meu amor é um band aid

Lilian disse...

Flor!
O amor pra acontecer nw pode haver comparações e sim novas descobertas.

Permita-se ir em novos caminhos,experimentar outros carinhos e acreditar em uma nova paixão!

Essa de ficar beijando outra boca e pensando ser outro alguém nw cura, aumenta mais a dor...

Se nw acabou por completo e vc acha q ainda tem razões pra querer de volta,corra atrás e consiga o novamente!

Mas se vc tem mil razões q indicam q acabou e nw vale a pena=> PARTE PRA OUTRA!!!!ou melhor: O U T R O....No começo dói, mas passa!

Bjs

* Tente ver os sinais da vida,rs! Obrigado por comentar em meu blog!!!!

Angel disse...

Katrina, muito bem definido... rs

Bom tê-la por aqui!

Abraço.

carol sakurá disse...

Uau!
Que intenso!
Bjs!

Angel disse...

Lilian, pois acho que já perdi uma pessoa ótima justamente por querer compará-lo a outro... Só que se esse outro fosse assim tão bom (pra mim), não teria me abandonado, né? Gostei do seu comentário, a gente tem que se permitir (lembrei do blog da amiga Bia), aceitar uma nova chance.

Obrigada pelo carinho, flor!

Abraço.

Angel disse...

:D

Abraço, Carol!

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

saudades e invejas, coisas da vida

Lilian disse...

O que ninguém diz e todo mundo sente.
=*

Fabi Paranhos disse...

Anjinha lindaaaa!

Vc já sentiu saudade de algo que ainda não foi ou de um tempo que ainda não viveu?

Eu sei que isso é meio doido, mas tenta imaginar uma pessoa especial te encontrando e vivendo um momento tão desejado, ao teu lado.
Imagine também uma reviravolta na tua vida, vc em outra cidade vivendo um momento completamente diferente de tudo o que já viveu.
Mocinha, fecha os olhos aí e tente imaginar tudo isso!

Isso é possível, você sabe que é...olha p mim???rsrs

Quero te deixar um texto, na verdade talvez você até conheça, mas hoje, não sei porquê...rs lembrei desse dele.
Fala um pouco, talvez desse momento que estás vivendo, talvez em alguma parte se veja nele.

http://www.textolivre.com.br/livre/21941-mudancas

Um abraço de urso!!!

Angel disse...

Verdade, Ediney. Como humanos que somos, fugir da inveja é quase impossível, mesmo que da tal "inveja branca". E saudade... só não sabe o que é saudade quem nunca amou. Impossível.

Abraço, e seja bem vindo!

Angel disse...

Lilian, eu não duvido, flor! rs

Abraço!

Impulsiva disse...

Minha nossa, eu acredito...
Como conseguiu em tão poucas palavras dizer algo que nos é tão corriqueiro???
Direto, simples e forte!
Menina tu é danada mesmo, rsrsrs.
E quem acredita que este post fala por mim???
rsrsrs
Beijos linda, mega inspirada você!

Angel disse...

Fabi, está me tentando, é isso? rs. Obrigada pelo carinho, viu?! Você é um doce mesmo... Vou ler o texto, com toda certeza! E fechar os olhos e imaginar só coisas boas...

Abraço, Fabi!

Angel disse...

Kenia, obrigada, flor! Fico tão feliz quando alguém se identifica com minhas palavras... E isso acontece mesmo, nem que seja uma vez na vida. Essa coisa de amor é mesmo complicadinha... rs.

Abraço, minha amiga!

Gilson disse...

Angel, pense um pouco em você agora e deixa alguém te surpreender de uma grande forma.

Abs

Priscila Rôde disse...

Difícil isso, bem difícil. Tão, tão.. nosso isso!

Angel disse...

Gilson, excelente conselho, meu caro!

Abraço!

Angel disse...

Pois é, Priscila... Todos nós temos esses momentos, infelizmente... ou não. Dizem que nada é por acaso.

Abraço, flor!

Leo disse...

Ah Angel, minha amiga.
isso dói tanto, não é?
eu senti isso, faz tempo
mas a cicatriz que ela deixou
ainda dói. mas se eu puder dar um conselho
diria pra vc se dar uma chance e abrir as
portas e a janelas, alguém entrará e te surpreenderá e pode vir de qualquer lugar,
até mesmo do mundo dos blogs, por isso, coloque
um calço na porta e deixe a luz ir entrando e os ares renovando.

Beijos grandes!!!

Angel disse...

Leo, você disse algo muito importante, a gente deve não só querer que as coisas aconteçam (ser feliz, por exemplo), mas deixar que aconteçam. Nem sempre o que a gente acredita ser o certo, é.

Excelentes conselhos, amigo Leo!

Abraço!

ErikaH Azzevedo disse...

Eu sempre digo, dor de amor só se cura com outro amor... todas as vezes que sofri por amor , só assim em sentir curar. Se vale minha experiencia comoconselho, eixo-te aqui flor.

Um beijo de quem te sente e quer muito te ver superar.

Erikah

PR" disse...

Disseste tudo, agora!
**

beijo :)

Angel disse...

ErikaH, tentei isso uma vez, não deu certo... Mas, acho que não deu certo porque eu não deixei dar. É preciso ao menos querer substituir o amor antigo, né...

Obrigada pelo carinho, flor!

Abraço.

Angel disse...

Obrigada, PR"!

Abraço, flor!

Viviane Zion disse...

Não se "cura" amor mal amado com outro..
Já fiz outras vezes e não deu certo,
depois das últimas duas decepções
optei por ser só! É mais fácil ser eu comigo porque eu sei que nunca vou me abandonar,
até porque isso é tecnicamente
impossível!
(hehe)
Pode dar risada... É cla-claro que estou brincando-sério!!!!
Mas o fato é que eu tenho uma opinião muito forte sobre este assunto: é quase como aquela lei da física - "dois corpos não ocupam o mesmo lugar ao mesmo tempo" - assim como dois amores não podem ocupar o mesmo coração.
O meu mesmo é que não! Tenho cá as minhas birras com a vida e os meus questionamentos. Mas guardo todos para mim...
Há quem consiga... eu não! Pessoas não são descartáveis e eu levo muito a sério as coisas, a vida, as pessoas...
.
.
.
Talvez seja o meu pior defeito! Humpf!

Shalom.

Angel disse...

Zion, pois comigo também não deu... Amor mesmo, aquele de verdade, não consegui curar com outra pessoa, e olha que tentei, viu?! Não sei se pela lei da física (como você muito bem associou) ou se porque não fiz corretamente, porque na verdade, eu não queria esquecer, reconheço. Me envolvi sem me envolver, sabe?

Te entendo muito bem... Defeito ou não, não sei, mas se for, somos duas meio "tortas".

Abraço!

Postar um comentário