18 de maio de 2010

Instinto

Há dias em que o fogo consome e sem piedade toma o corpo e o reduz a brasa. Há dias em que somos urgência, intensidade, dias em que o instinto vence a consciência sem um mínimo de esforço. Os olhos se procuram, às bocas serve apenas o beijo, dias em que um simples toque paralisa o corpo e um sussurro faz perder o fôlego. São nesses dias que eu me reconheço, é quando você acelera meu peito e me devolve a vida. E assim sou ser humano em essência, e me torno inteira no exato momento em que sou metade, a sua outra parte, e juntos, somos o que o amor em sua propriedade ousa chamar de “perfeito”.

43 comentários:

Impulsiva disse...

Bom dia Angel, isso que é falar de amor com propriedade...

"São nesses dias que eu me reconheço, é quando você acelera meu peito e me devolve a vida."
(aiai...)

Que seria de nós sem esta outra parte?? Vez por outra falo isso no meu blog, nos últimos textos tenho enfatizado, pois esta outra parte me faz falta agora...e nesta vida é impossível ser plenamente feliz sozinho...
Lindo texto, emoção a flor da pele!
Beijos linda!

Angel disse...

Kenia, também acredito que, sozinhos, não somos tão felizes como poderíamos ser. Uma pessoa faz toda a diferença na vida da gente, dá cor, dá vontade de viver, de ser melhor. A pessoa certa nos faz melhores, é isso.

Obrigada pelo carinho, flor! Fico muito feliz que tenha gostado e se identificado!

Abraço!

Hosana Lemos disse...

isso é o que eu chamo de momento sublime!
*-*

Angel disse...

Definitivamente é, Hosana!

Abraço!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eita. Que é bom sentir tudo isso que vc descreveu é bom... gostei do post!
Bom dia!

Jacque disse...

Uau! Gostei demais disso! A vida é movida por nossas paixões e se somos sentimentos e alma, também nos compõe o desejo, a voracidade, a intensidade... O quê seríamos se o sangue não fervilhasse nas veias?


Inspirador o seu texto!

Beijos, Menina-Anjo-Mulher!

Angel disse...

Alexandre, tenho que concordar, é muito bom! Bons sentimentos, quando transformados em gestos, são inigualáveis.

Que bom que você gostou!

Abraço.

Meri Pellens disse...

Amiga, na verdade penso que ao mesmo tempo que somos metades para somarmos, também somos inteiros para dividirmos, pois só quando me sinto completa sou capaz de compartilhar o meu melhor.
Beijos na alma, querida!

Angel disse...

"O quê seríamos se o sangue não fervilhasse nas veias"? Jacque, gostei tanto dessa consideração... Seríamos marasmo, seríamos obvios, seríamos mornos, e isso é pouco demais! São todos estes sentimentos que você descreveu que nos fazem vivos!

Muito feliz que tenha gostado, Jacque! Obrigada pelo carinho, viu?!

Abraço!

Angel disse...

Meri, você disse algo que demorei algum tempo para aprender... A gente, antes de querer alguém, precisa se encontrar, se entender, e principalmente, se aceitar, em defeitos e qualidades. Uma vez inteiros, dividir é questão de encontrar a pessoa certa, nada mais.

Gostei!

Abraço, minha amiga.

Erica Vittorazzi disse...

Que lindo!!!

O amor faz isto com a gente mesmo...


...uma falta de ar gostosa de sentir!!

Beijos

carol sakurá disse...

Uau,que inspirador!
'e me torno inteira no exato momento em que sou metade'
Eu tenho vivido isso.
Bjs!

Desabafando disse...

Ah, que lindo!

Desabafando disse...

Ah, e não precisa aceitar esse comentário mas às vezes demoro pra aparecer aqui porque continuo com dificuldade. Meu antivirus fica alertando dizendo que tem um malware num gadget com o nome visitas 1. De qualquer forma vou continuar vindo aqui tá, ainda que demore. Só alerto na tentativa de ajudar. Me perdoa a intromissão.

Marcelo Mayer disse...

prefiro as imperfeições

Angel disse...

Exatamente assim, Erica! O corpo experimenta um milhão de sensações, ao mesmo tempo. E isso é muito bom!

Obrigada pelo carinho, minha amiga!

Abraço.

Angel disse...

Obrigada, Carol! Então aproveita muito, minha amiga! Viver o amor é o que o faz valer a pena.

Abraço!

Angel disse...

Flor, feliz que tenha gostado.

Olha, quero resolver isso, me ajuda? Não sei o que fazer, e se você souber, me diz!

Abraço!

Angel disse...

As imperfeições, juntas, podem fazer um momento perfeito...

Abraço, Mayer!

Rogério disse...

Também gostei dos seus textos. Intensos e carregados de sentimentos e de paixao. E eu fico feliz por ter gostado do meu blog, que é tao cafajeste e ordinario quanto eu...

beijos!

Angel disse...

rs... Certa vez um amigo me disse que é dos cafajestes que elas gostam mais, Rogério. Não sei se é verdade, posso apenas garantir que do seu blog eu gostei.

Obrigada pelo carinho.

Abraço, e seja bem vindo por aqui!

Bia Monteiro disse...

Não existe nada de perfeito no amor...
Essa é a graça de amar...
Bjo carinho anja
=)

NDORETTO disse...

Nossa,que coisa bem escrita!!!! Que lindo!

sucesso!
Neusa

Angel disse...

Imperfeições, o inesperado, a incerteza... Temperam ainda mais o amor, não é amiga?!

Abraço, Bia!

Angel disse...

Neusa, muito obrigada, flor! Prazer tê-la por aqui, seja bem vinda!

Abraço.

Juliana. disse...

Angel, isso é um sentimento e tanto, tem dias que só precisamos é de um abraço..uma atenção..sabe a perfeição é algo tão bonito..eu queria chegar a ela..embora tenho receio de se tornar rotina..e enjoar..rs mais vamos atrás do bom, do sentimento belo: o amor!
Um abraço da Ju

Angel disse...

É, Ju, dizem que amor sempre acaba em rotina... Será? Sei não, amiga, sei não... meus amores sempre ganharam um ponto final antes disso acontecer... rs.

E amor é bom demais mesmo, faz uma falta...

Sigamos, amiga!

Abraço.

Franzé Oliveira disse...

O lirismo do seu texto me lembrou a canção do U2 com Luciano Pavarotti "Miss Sarajevo".

Segue um trecho da canção para você doce menina.

" Is there a time for keeping your distance
Existe uma época para ficar distante
A time to turn your eyes away
Uma época para inverter seu olhar
Is there a time for keeping your head down
Existe uma época para baixar a cabeça
For getting on with your day
Para ir em frente com seu dia


Is there a time for kohl and lipstick
Existe uma época para usar batom e maquiagem
A time for cutting hair
Uma época para cortar o cabelo
Is there a time for high street shopping
Existe uma época para compras na avenida
To find the right dress to wear
Para encontrar o vestido certo para se usar"

Enfim há tempo para tudo.
Beijos meu "anjo"

Angel disse...

Há tempo para tudo, há dias para tudo, e como é bom sermos capazes de viver tantas mudanças, as nossas mudanças, cada um dos sentimento que podemos ser.

Linda música, Franzé! Obrigada.

Abraço.

Sumie disse...

Angel são sentimentos muito bons de se sentir,quem é que não gosta de perder o fôlego de vez enquando não é mesmo.
Bjs!

Leo disse...

querida amiga, dessa vez eu que te fiz uma indicação lá no meu blog, espero que goste.

Um Beijão!

Lilian disse...

Ah...que delicia!
O amor, um banquete a ser consumido!
Com imenso desejo de saciar nossa fome usamos todos nossos instintos e ficamos completos quando saciados...

Seu texto nos faz desejar e imaginar,adorei!

Denise disse...

Ah sei não...

só sei ser inteira
para compartilhar

afagos

Angel disse...

Sumie, disse tudo, minha amiga. Duvido muito que exista alguém neste mundo que não goste de sentir os "efeitos colaterais" do amor.

Abraço, flor!

Angel disse...

Leo, vou lá ver então, meu amigo! E tenho certeza que vou gostar... quem não gosta de ser lembrado?!

Abraço!

Angel disse...

Lilian, adorei suas palavras! Foi exatamente isso que passou pela minha cabeça ao escrever este texto, este baquete que o amor nos é, dos mais saborosos alimentos. É sentir e aproveitar, e para mim pouquíssimas coisas se igualam a isso.

Feliz que tenha gostado, minha cara! Obrigada.

Abraço!

Angel disse...

Denise, também acho que enquanto pessoas devemos ser inteiros, como diz uma grande amiga, "nos bastar". À partir dai, dividir é fácil, ou melhor, compartilhar, multiplicar.

Seja bem vinda!

Abraço.

Lilian disse...

Selinho pra ti no meu blog =*

Moni. disse...

Sensações de lua cheia, de vontade intensa.
Não se quer saber de horário, de limitações.
Os relógios, calendários, compromissos e telefones ficam do lado de fora.
Do lado de dentro, só o viver!

Lindo, Angel!

Beijos!

Angel disse...

Obrigada, Lilian! Estou recebendo muitos carinhos essa semana... :D

Abraço, flor!

Angel disse...

Este blogger está maluco!!

Moni, recebi o aviso do seu comentário no meu e-mail, e quando vim aprová-lo, simplesmente não estava na minha página inicial... Desculpe, flor, não faço a mínima idéia do que tenha acontecido... Se amanhã ele "resurgir" eu o aprovo, ok?

De qualquer maneira, a Moni disse o seguinte:

"Sensações de lua cheia, de vontade intensa.
Não se quer saber de horário, de limitações.
Os relógios, calendários, compromissos e telefones ficam do lado de fora.
Do lado de dentro, só o viver!

Lindo, Angel!

Beijos!

(blogdamoni@gmail.com)"

Achei tão lindo seu comentário, minha amiga, acredito tanto nessas palavras, nesses momentos, não quão importantes eles são, e em como tornam a vida mais colorida, mais feliz. Lá fora um mundo inteiro, que fica pequeno, perto do que se vive do lado de dentro... Lindo mesmo.

Abraço!

ErikaH Azzevedo disse...

Pra mim foi de todos os seus textos que já li o mais perfeito.

Lindo, lindo...recheado de intensidade, tão recheado que chaga a sair pelas bordas.

Vou roubar pra mim...mandar pra ele, pq descreve-me sim, como a muitos que amam tb assim, desse jeito visceral.

Com o coração nos olhos a te ler agora fiquei...e pulsa, pulsa, pulsa.

Bjos flor

Erikah

Angel disse...

Ahh, ErikaH... Fico muito feliz, amiga! Obrigada.

Pode levar, espero que ele toque o coração de quem o lê, pois nele, além das palavras, há muito sentimento, muito carinho.

Adorei, flor!

Abraço.

Postar um comentário