16 de maio de 2010

Com o tempo o recomeço...

Sinto o peso do tempo, sinto o cansaço que se acumula em uma alma que parece ter vivido milênios. Vejo os meus pés já calejados, exibindo marcas que a dor e o passar dos anos foram fabricando. Eu agora sigo a passos estudados, e claramente noto que a mente descrente aprendeu a escolher seus caminhos “a dedo”. Eu tateio a vida com todo cuidado, e penso, repenso, faço os cálculos, procuro uma função matemática para os acertos, que não só subtraia os erros, mas onde eu também possa ignorar as incertezas. Dão a isso o nome de experiência, já eu chamo de recomeço. Passei a vida rascunhando alguns desenhos, mas sem sucesso, então aprendi a fazer os contornos, depois a escolher as cores, aprendi a criar minhas obras, e agora, refaço. Hoje sei que não há dor que persista, não há lição que não se aprenda e que o cansaço só me faz querer viver. Aos poucos volto a brincar com a sorte, aos poucos, com carinho, vou repintando a minha vida.

26 comentários:

Fabio Rocha disse...

Boa sorte, anjo querido. E obrigado pela indicação do blog de minha infindável busca! Abraço

Angel disse...

De nada, poeta. Mais que merecido!

Abraço, e obrigada.

Meri Pellens disse...

Amiga, é isso, assim vamos evoluindo.
Beijos na alma!

Angel disse...

Com certeza, Meri. Melhoramos a cada passo.

Abraço, minha amiga! E bom domingo.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Não tem jeito...a gente só aprende tomando tombo, rabiscando, tateando, calejando pés e mãos...

E muitas vezes, por experiências ruins ou traumáticas, andamos com cautela nas trilhas cheias de pedras e buracos.

boa semana pra vc

Angel disse...

Alexandre, penso exatamente assim! Seria bom se fosse diferente, não é? Se cada um nascesse com um manual de instruções, nos ensinando a aproveitar o melhor da vida, sempre.

Boa semana para você também, querido amigo!

Abraço.

Lilian disse...

Adorei seu blog...Ja estou seguindo!!!!

Otimo post...A gente aprende a cada passo!

Juliana. disse...

Angel, e como aprendemos nessa vida, recomeçamos, reinventamos, crescemos, mais se não fosse para ser assim, não adiantaria viver cada coisa e cada sentido que ela tem para nos dizer! Repensar o que nos faz bem e o que não faz é a sempre a melhor opção, e retomar forças, nos encher delas também nos faz muito bem!
Um abraço!
Estou sempre aqui!
Juliana

Júlio Castellain disse...

...
Vivendo a vida...
Beijos pra vc.
...

Angel disse...

Oi, Lilian, obrigada, e seja bem-vinda!

Abraço, minha cara.

Angel disse...

Pois é, Ju, parece clichê, mas, viver é um eterno aprendizado, e parece que vivemos melhor com o passar dos anos, aproveitamos o que deve ser aproveitado, reconhecemos e descartamos o que não vale a pena, o que é pequeno demais para nos preocupar. É um eterno recomeço...

Abraço, minha amiga!

Angel disse...

Júlio, por sorte, é o que nos cabe fazer.

Abraço, meu amigo!

Lilian disse...

(comentando o seu comentário em meu blog)Realmente amiga...Nós mulheres estamos sempre querendo dar uma repaginada em nosso visual.
Parece que mudança no visual, ajuda e nos fortalece para mudarmos algo também em nossa vida.
Nos dá forças para encarar novas situações!
Pode deixar que assim que eu mudar os meus cabelos eu posto em meu blog.
Obrigado por me visitar e comentar!
Bjs

Angel disse...

Coragem, Lilian! rs

Abraço, e obrigada pela atenção, flor!

Metamorfoses disse...

Angel, obrigada pelo carinho...Perdi alguém muito especial da minha família, mas assim q eu estiver com a cabeça menos cheia eu coloco o post...
bjs!

Angel disse...

Fabrízia, de nada, flor... Sinto muito pela perda, força ai, tá?

Abraço!

Vanessa Souza Moraes disse...

Contornos são essenciais para as formas.

Jacque disse...

Eu gosto tanto do que você escreve, Angel! Você toca no coração da gente. Vejo nesse seu texto toda a aceitação que precisa para entender das coisas. Pode ser tão complicado, mas, nada nos impede de recomeçar inúmeras vezes.

Ontem escrevi algo sobre o "fim", o fim ao qual me refiro, também pode ser visto como um recomeço. O mais extraordinário disso tudo é que quando acaba algo, não há um fim. Nada tem fim, já percebeu? Sempre resta algo, sempre. Esses nossos recomeços nos tornam pessoas melhores. E só há algo que nos faz assim. Algo que supera tudo; algo que nos faz seguir em frente e se renova sempre: O Amor.

Feliz daqueles que amam e ainda acreditam. Descri de muitas coisas, mas, jamais irei deixar de acreditar no maior de todos os sentimentos, pois, foi na mais absoluta descrença que o enxerguei de fato.

(Capítulo de livro... afe..perdão, rs)

Um beijooooo enormeeee!

Angel disse...

Pois é, Vanessa... Fica mais fácil colorir quando a gente cede um tempinho para preparar, para contornar...

Abraço!

Angel disse...

Jacque, olha como é boa essa "conversa" que temos a cada post? Meus textos ficam tão mais ricos com os comentários que recebo... Você está certa, não existe fim, sempre resta algo, e este algo nos acompanha, é o alicerce do que construiremos a seguir. E quando somos movidos por bons sentimentos, se são eles a energia que nos faz caminhar, encaramos até os caminhos mais difíceis com esperança, enxergando a felicidade em cada passo dado.

Não peça desculpas pelos comentários, Jacque! Eu adoro suas considerações.

Muito obrigada pelo carinho... :)

Abraço!

Bia Monteiro disse...

É amigaaa
Tô vendo q tá faltando alguns lápis de cor na minha vida, viu...
Lindo texto anja
Bjos
=D

Angel disse...

Bia, pede emprestado, minha amiga! Sempre tem gente disposta a ajudar... :)

Obrigada, flor!

Abraço.

Lilian disse...

tbm tô aprendendo.
Beijo anja.

Angel disse...

E assim vamos vivendo, não é Lilian? Um eterno aprendizado.

Abraço, flor!

ErikaH Azzevedo disse...

E eu vim te oferecer meus pontinhos de tinha, são cores bem vibrantes, fortes e brilhante, pega de mim emprestado se acaso precisares....

Tens tu a cor das palavras meninae dos sentimentos mais verdadeiros.

te sinto!

Erikah

Angel disse...

Ahh, flor... Obrigada. A vida fica tão melhor assim, tão mais bonita... Com amigos que nos ajudam a seguir em frente, a escolher as cores, fazer os desenhos, pintar. Muito bom isso, minha amiga! Adoro você, viu?!

Abraço (de quebrar os ossinhos!).

Postar um comentário