23 de abril de 2010

Pensando...

Acho eu, sem, é claro, ter certeza, que meu amor está tão perto de mim, quanto os meus dedos estão do céu.

E assim, quanto mais tento tocá-lo, mais ele se afasta, e muda, de cor, de tom, a ponto de me fazer pensar que é errado, ou proibido, tentar alcançá-lo.

30 comentários:

Juliana. disse...

Engraçado Angel, eu também pensava assim, que estava tão próximo a mim que eu não conseguia enxergar, mais sabia que está mesmo, o amor estará tão perto, que o quando o perto estiver realmente próximo e for a hora certa, a gente consegui enxergar sim!

Um abraço da Ju

leonel disse...

Arrume uma escada...

ErikaH Azzevedo disse...

É só impressão, o céu gosta dos que têm asas..e tu tens duas grandes nas costas, as vezes o que acontece é que esqueceste q és anjo. Se o céu muda de cor é pq quer te fazer sentir que o mudar a cor do sentimento está só em ti.

Um beijo a quem sabe ser ao mesmo tempo flor e bem-te-vi

Erikah

Viviane Zion disse...

Anjo, meu querido anjo... (é que eu aprendi com os "bons" Teólogos que anjo não tem sexo e como reza a nossa "boa" Gramática, podemos utilizar o gênero masculino quando nos referimos a uma categoria e não a um indivíduo do sexo masculino ou feminino. Não sei se fui clara e também não sei se a regra é exatamente essa...
Mas deixemos de poisa e pontuemos algumas coisas:
1)Não raras vezes, eu tento comentar os seus posts e algo acontece pra barrar o meu intento. Dá última vez, há uns três dias (acho), eu jurava que o comentário havia sido arquivado e qual não foi a minha surpresa ao descobrir, olhando depois que não havia uma resposta sua - exatamente porque não havia comentário meu!!! Coisas da Internet. Já detestei (ela, a net). Hoje nem somos amigas nem inimigas. Apenas nos suportamos.
2) O comment que postei (ou julguei ter postado) era sobre a minha insistente sensação de familiaridade com os seus sentimentos aqui expostos. É muito estranho pra mim mas algumas palavras suas expressam com muita clareza e riqueza em detalhes algumas sensações muito íntimas, minhas! Isso é bom e é ruim. Bom, porque tradus (ao menos em parte) o que eu acreditava intraduzível. Ruim porque, ver a "minha" intimidade assim, exposta, em palavras que a minha mente bloqueia mas o meu lado EMO (rs) lança pro meu consciente a todo instante é extremamente incômodo! Chato pacas, pode crer. Mas tenha certeza de uma coisa: das pessoas que eu mais amo - ou amei - na vida, as que mais me incomodam são às quais eu mais me apego. Significa, objetivamente, que temos um "vínculo"!!! Hahahaha. que papo mais gay!!!
3)Sobre o post (este): a-do-ro vírgulas e parênteses! Explicam sem deixar entender, se é que você me entende... Este post está recheadinho deles. Mas quanto ao conteúdo: será que o "amor" está mesmo tão longe??? Eu te faço açgumas perguntas (estas, que me faço todos os dias): o que nos torna tão covardes no amor? Medo de sofrer (ou sofrer de novo)? O que é mesmo que se perde quando se arrisca? Mesmo que o céu esteja longe e o braço seja curto, não custa tentar? Ou pelo menos sonhar???
(...)
Sei lá, tô meio doida hoje...
(...)
Mas hein, obrigada pelas suas visitas, mais uma vez.
Shalom.

Fabio Rocha disse...

estamos perto

Angel disse...

Ju, será que é isso? Será que não é a hora de enxergar, de tocar? Será que, então, não é meu?

Seu comentário me fez pensar, amiga...

Abraços!

Angel disse...

Leo, o pior é que eu já arrumei a escada, mas mesmo assim, não cheguei nem perto...

Angel disse...

ErikaH, minha flor, por vezes esqueço, como todos nós esquecemos, das asas que nos podem impulsionar... Mas, será que é possível? Será que não é longe demais? E se o céu nunca chegar? As respostas... todas dentro de mim... :)

Abraços, linda flor!

Angel disse...

rs... Viviane, me diverti muito com suas divagações!

Pois é, minha amiga, tanta afinidade tem dessas coisas, eu escrevo daqui, enquanto você sente dai. Vai saber porque isso ocorre, mas fico imensamente feliz. Claro que não me refiro as dores, não... Não fico feliz quando alguém, como eu, sofre. Mas é bom saber que não sou única em meus pensamentos, meus medos, sentimentos... É como se eu não estivesse sozinha neste mundo. E isso foi algo que eu consegui pelo blog, consegui encontrar pessoas únicas, tão distantes mas incrivelmente próximas.

E as perguntas... No meu caso, a covardia veio com o tempo, fui batendo a cara aqui, ali... e acabei assim, covarde. Mas já lutei tanto por amor, minha amiga, tanto... Que se alguém tivesse feito a metade por mim eu seria hoje a mulher mais feliz desse mundo, porque com toda certeza, não teria deixado ele ir. Mas isso é algo muito particular, o que é importante para mim, o que é especial, pode não ser para outra pessoa...

E no mais, as vezes, é tão difícil alcançar o céu, mas tão difícil... que eu começo a acreditar que se o céu quisesse ser tocado, ele deixaria.

Adoro suas visitas, minha amiga!

Abraço mais que carinhoso!

Angel disse...

Fabio... É muito bom saber que há quem esteja perto...

Abraços, poeta querido!

[ rod ] ® disse...

Estranho é, mas é tão real. O amor que mais foge de nós é o que mais precisamos. Um bj moça!

Angel disse...

Ai, rod... Tão certo você! :/

Céus...

Abraços!

Desabafando disse...

É curioso porque muitas vezes me vejo assim também. Tão perto e tão distante, parecendo impossível de alcança-lo.

Angel disse...

Pois é, flor... E nessas horas, o que a gente faz? Desiste, tenta, tenta de novo?

Ai ai...

Abraços!

Giih disse...

Tenta sempre, isso q tem q fazer... se pensar muito atrai pra vc!

Angel disse...

Giih, temos mesmo que fazer o nosso máximo, tudo o que nos for possível. E, olha, você está certa... O pensamento atrai!

Abraços!

Jacque disse...

Talvez, (penso eu) não seja amor... Sei lá.

Só acredito agora nas coisas que posso tocar, ver e sentir de verdade.

É isso.

Beijo!

Angel disse...

Mas este amor é sentido, Jacque... E como todo amor, no início, não é tocado. Acho eu que, o que nos faz querer alguém é o sentimento, e raramente o contrário (querer, e ter, alguém, e só então sentir).

O sentir existe independente de ser correspondido, mas, só é vivido se assim o ser.

Acho eu...

Abraços, minha cara!

Geane Melo disse...

É incrível como por mais distante que esteja,o amor se faz presente,talvez o jogo desse sentimento seja apenas dar-nos a vontade de querer muito alcançá-lo,a ponto de tentarmos tirar os pés do chão...
Todos nós tentamos tocar o amor e quando menos esperamos,ele vem sem permissão e nos toca

[Pela primeira vez aqui de passagem e gostei bastante da sua forma de escrever]

Beijos!!!

Angel disse...

Geane, isso que você disse me fez pensar: "talvez o jogo desse sentimento seja apenas dar-nos a vontade de querer muito alcançá-lo,a ponto de tentarmos tirar os pés do chão...". Talvez o amor use desses enlaces, pois já ouvi por ai que quanto mais difícil, mais a gente quer. Eu não duvido. Assim como não duvido, também, que há uma diferença entre ser difícil e ser impossível. E ai se encaixa em sua última colocação: "Todos nós tentamos tocar o amor e quando menos esperamos,ele vem sem permissão e nos toca".

Pensando aqui... Obrigada por isso, pela visita, e pelo carinho! Volte sempre.

Abraços, minha cara!

Daniel disse...

mocinha qdo vc disse que tinha voltado a escrever vc não me disse que estava escrevendo tão bem! li a pagina inteira e fiquei admirado. Eu que já tinha ficado encantado qdo te vi dpois de tanto tempo agora estou mais ainda porque nunca te vi tão linda e agora to aqui cheio de orgulho da mulher que vc se tornou!!! La na roça não dá pra te acompanhar todo dia mas qdo eu puder eu venho aqui te deixar um mega beijo e saber de vc e qdo voltar na nossa cidade querida eu quero encontrar a senhorita mas dessa vez não por acaso!!!! vc tá linda demais e que saudades de vc!!!
Seu amigo que te adora, Daniel

Angel disse...

Ohh, meu amigo... E eu pensando que você nem se lembrava mais do endereço do meu blog, que te dei aquele dia. Engraçado como são as coisas, não é? Veja bem onde a gente foi se encontrar?! rs. Mas, obrigada pela visita, pelo carinho, pela amizade que não acabou nem depois de tanto tempo. E orgulhosa fiquei eu, ao ver tudo o que você construiu neste tempo em que não nos vimos. A admiração é recíproca, e você sabe disso.

Quanto ao "linda demais", menos, né D... bem menos! rs. São estes teus olhinhos verdes ai que estão exagerando na dose.

Volta mais vezes, e vê se consegue me visitar mesmo estando "in the jungle"... rs.

Gosto muito de você também, meu amigo!

Abraço.

Thiago Gacciona disse...

Algumas vezes acabamos pensando demais e isso, talvez, acaba atrapalhando tudo e só coloca dúvidas em nossa cabeça.
Desencana, viva e deixe acontecer!
Beijos!

Meri Pellens disse...

Um dia vc vai alcaçar, pois o amor é p todos.
Bjos na alma.

Angel disse...

Meri, não me restam dúvidas disso, flor!

Abraço mais que carinhoso para você!

Angel disse...

Thiago, acho mesmo que você disse tudo... Pensar demais só atrapalha, faz sofrer por antecipação e coloca um monte de minhoquinhas na cabeça da gente. Bom mesmo é fazer o possível, e depois, esperar, deixar a cargo do universo, e do outro, o que irá acontecer.

Sempre bom tê-lo aqui!

Abraços, meu caro.

Maldito disse...

Não seria melhor procurar algo mais perto,...a humanidade é assim, procuramos ETs e cometas mais mal conhecemos nosso vizinho!
Abr

Angel disse...

Com toda certeza seria, Maldito! Mas acho que não teria o mesmo "gosto", vai entender... E, acredito eu, que o tempo se encarrega de traçar novos caminhos, quando é preciso.

Abraços, meu caro!

Erica Vittorazzi disse...

Lindo Angel, mas não; o amor está aí bem pertinho. Como alguém que escreve assim não pode ter amor?

Beijos

Angel disse...

Impossível, não é, amiga Erica?

:)

Abraços, querida amiga!

Postar um comentário