8 de abril de 2010

Pensando...

"Amor com amor se paga", já anunciava França Júnior.

E se o amor te trair e for embora? Ora! Pague com amor também!

Mas lembre-se que neste caso, pagar com amor-próprio é o que te convém.

Afinal...

"Tudo é amor. Até o ódio, o qual julgas ser a antítese do amor, nada mais é senão o próprio amor que adoeceu gravemente." - Chico Xavier.

16 comentários:

ErikaH Azzevedo disse...

Tem uma frase minha que diz assim.

A maior dor do ódio é não saber ser amor....

o Chico vai além, ao dizer que é o amor que adoeceu gravemente...

E essa tirada tua do amor próprio foi fantastica.

bjinhos minha flor

Erikah

Meri Pellens disse...

É verdade!

Que lindo esse post, com poucas palavras disse tudo!

Bjoooo.....

Rafael Castellar das Neves disse...

Ettaaaa....que paulada!! Tudo às claras, hein? Gostei muito...pura verdade!!

[]s

Angel disse...

Sua frase também é linda, Erikah! Esta do Chico procuro guardar comigo, para uma boa refexão sempre que necessário.

Obrigada pelo carinho, minha amiga!

Angel disse...

Pois é, Meri. As vezes não é preciso dizer muito. Começo a acreditar que é bem melhor ser sucinto, evita alguns desgastes frutos de incompreensões.

Obrigada, minha querida!

Abraço.

Angel disse...

Rafael, melhor assim não é mesmo?! Preto no branco, já diria meu pai.

Que bom que você gostou, fico feliz!

Franzé Oliveira disse...

Amas? Muito?
Corre, se não perde.
Vale a pena?
Responda essa questão e tome sua decisão.

Beijos "angel' querido.

José disse...

Olá Angel,
Em primeiro lugar quer agradecer o lindo comentário lá no meu blogo, são momentos na vida
que a gente está mais em baixo, aquilo assim é um bocado tristinho.
Aqui o teu post, o ódio ser amor que adoeceu gravemente,eu diria muito gravemente. O Chico sabe o que diz,

um beijinho grande,
José.

leonel disse...

Claro, translúcido, direto!

Bela escrita, Angel!

Beijos de um mortal

Angel disse...

Franzé, fiquei pensando... Talvez, antes de distribuir amor, é uma boa pensar se vale a pena. Só é triste que, às vezes, por mais que a gente corra, não consegue alcançar... rs.

Abraços!

Angel disse...

José, não precisa agradecer. Acho até que escrevi bastante, não sei se cabia apenas algumas palavras, uma tentativa de te animar um pouco... Mas, enfim.

Esta frase do Chico eu considero uma preciosidade!

Angel disse...

Como eu disse à Meri, leo, às vezes não é preciso dizer muito para se fazer entender. Inclusive, falar demais pode até mais atrapalhar do que resolver (pensando aqui... rs).

Obrigada pelo carinho!

Erica Vittorazzi disse...

Angel, eu não lembro se já comentei neste post... gente, faço aniversário hj e minha memória já começa a falhar...hehe

Caso não, o que queria dizer que amar é tudo e por sorte os meus sentimentos não andam adoecendo, por mais que tentem!!

Beijos

Angel disse...

Erica, Parabéns! Toda felicidade do mundo pra você! Desejo, então, que todos estes maravilhosos sentimentos nunca adoeçam, que perdurem fortes vida afora.

Abraços mais que carinhosos nesta data especial, minha cara!

Juliana. disse...

O amor próprio é o primeiro amor que devemos ter e dele se derivam o amor a outras pessoas!
A traição é um não amar, isso faz um mal danado, devemos amar a quem nos ama e aos outros permitir que eles sintam que há amor em nós!
Um abraço Angel!

Angel disse...

Juliana, dizem que é preciso a gente se amar primeiro, e só depois, outras pessoas serão capazes de nos amar também. Concordo com isso e tento não me esquecer. No mais, não desisto do amor, por mais que tudo leve à isso. Vale a pena, sempre, porque sem amor a gente não vive, sobrevive apenas.

Abraços, amiga Ju!

Postar um comentário