12 de agosto de 2010

Quando sonhos se tornam realidade.

Tocava um rock’n roll das antigas enquanto eu caminhava apressada. Eu via listras no meu vestido, um casaco azul e comprido, cabelos soltos, o rosto colorido, nem me reconheci! O vento gelado cortava a pouca pele desnuda, a água que atravessava a fonte no meio da praça, as moedas jogadas e os seus desejos, os pássaros, as pessoas, as ruas que, uma a uma, ficavam para trás... Era tudo tão intenso, como um fá sustenido ou uma centena elevada ao quadrado sem alguma subtração, algo assim. E quanto mais o mundo vibrava, mais tranquila eu me sentia, e caminhava, e queria, e você já não existia, e a vida me pareceu tão mais feliz assim...

Neste momento tocou o despertador, “que sonho estranho”, pensei, “ainda bem que acabou”. Ainda bem? Olhei para o meu lado direito e dei de cara com o desamor, de olhos fechados, sono tranquilo. Não faz sentido. Vou inventar uma dor de cabeça, vou faltar ao trabalho, umas roupas aqui, outras ali, uma mala, talvez? Vou escrever um bilhete, meia dúzia de palavras, e sairei no mesmo silêncio que agora ronda nosso suposto amor. Fique ai dormindo, querido, afinal, o teu sonho apenas começou, já o meu não... o meu se realizou.


Ray of light - Madonna

16 comentários:

O gerente disse...

ah.. e assim que sair, apague a luz e fecha a porta.. o sono cai melhor assim..

Juliana. disse...

Angel..nossa que texto..
trouxe uma impressão incrível do sonhar e algumas ótimas interpretações, amei!
Um abraço da Ju

Metamorfoses disse...

Só sei dizer q fui longe nesse texto...

Jacque disse...

Olá, Angel!

Quanto tempo, não é? Como sempre um excelente texto. Você tem uma sensibilidade ímpar para descrever os sentimentos. Li seus últimos três textos e percebo um "pesar" em todos eles. A vida é complicada, não é? Às vezes, nossos traumas revigoram-se, tornam-se latentes e mais uma vez, estamos nós de novo, de frente ao sempre. O sempre que ministra nossas vidas deixando-nos muitas vezes de pés e mãos atadas.

Eu sempre digo que as pessoas nunca mudam, o que realmente pode mudar são as atitudes. Tenho visto a mesmice não abandonar certos corações, isso então, trava o processo, anula, retrai... É assim, quando não queremos aceitar que podemos ser melhores, e ficamos nos esquivando o tempo todo negligenciando quem somos, porque simplesmente nos preocupamos com o que os "alheios" irão pensar.


Enfim, Anjo do céu, a vida é tão somente um aprendizado.

Um beijo e um abraço.

Lua Nova disse...

Os sonhos servem para nos compensar da realidade. Parece que a mente dessa protagonista tenta alertá-la para o fim de algo que ela continua arrastando pelo caminho como se a vida fosse eterna. Ontem meu post terminava com a seguinte frase: "Nada mais a fazer senão respirar fundo, levantar a cabeça e por um ponto final em algo que já morreu há muito tempo."
Não será essa a solução para que o sonho dessa protagonista se faça realidade?
Você escreve muito bem. Tive a sensação muito real de um sonho ao ler.
Um fim de semana cheio de lindos sonhos realizados.
Beijos.

Vanessa Souza Moraes disse...

Sonhos vem, sonhos vão, o resto é imperfeito (Legião)

Cria disse...

Perfeita descrição !! Beijos, amiga poeta.

Angel disse...

Entendi, Gerente... Quer chorar quietinho, sem que ninguém veja, né?!

rs... Gosto de você, viu?! Seu ordinário!!

Abraço.

Angel disse...

Bom que gostou, Ju! Acredita que esse sonho realmente aconteceu?! rs... Pois é.

Abraço, minha amiga!

Angel disse...

Minha amiga, Fabrizia... Fico feliz que você viajou neste meu sonho!

Abraço, flor!

Angel disse...

Jacque, realmente, já faz um tempinho, né?! Olha como são as interpretações... Você viu pesar em meus últimos três textos, sendo que este sentimento não norteou nenhum deles... O bom de escrever é isso, as interpretações que nossas palavras ganham, de acordo com o sentimento, com o momento de quem as lê.

Abraço, Jacque!

Angel disse...

Lua, seu final complementou muito bem este sonho. Bom mesmo é ter coragem e assumir o novo, por fim ao que já não trás felicidade alguma. Mudanças podem ser melhores do que imaginamos...

Abraço, minha cara!

Angel disse...

Vanessa, bom mesmo é quando conseguimos realizar alguns...

Abraço!

Angel disse...

Obrigada, Cria!

Abraço, minha amiga!

Lua Nova disse...

Que bom te ver no Chocolate! Venha sempre, tá?
Com certeza, eu virei aqui, pois não posso perder seus textos.
Beijokas.

Angel disse...

Lua, é um prazer fazer-te visitas, seu blog é lindo, aliás, todos são!

Bom tê-la aqui... Abraço!

Postar um comentário