7 de novembro de 2010

Talvez

Talvez a vida seja mais que uma sequência de dias, de horas mal resolvidas e minutos que custam a passar. Talvez tenha lá os seus motivos, ou talvez o nosso único motivo seja viver, sem destino algum, sem conceitos ou pré-conceitos, aprendizados ou dívidas a pagar. Talvez a vida seja as lembranças que teimam, ou o futuro que ladra, quase morde, e mete medo de tão imprevisível que é.

Talvez seja os suspiros, os beijos, o número de vezes que o coração acelerou descompassado ao sentir o cheiro, ao perceber o toque, ou ao honrar seu título de “involuntário” e se apaixonar quando a gente menos esperava. Mas, eu não ficaria surpresa se forem as dores, as ausências, a angústia de perder alguém que daquele momento em diante só existirá em sonho, em retratos, naqueles momentos bobos, despretensiosos, que vivem na memória.

Talvez sejam os textos, ou a falta deles. E sendo falta, seria o silêncio, o vazio, o oco, o fosco, o preto, o cinza, e, afinal, por que a vida haveria de ser colorida? Quem foi que disse que a felicidade é uma cor?

Só posso dizer que neste momento, neste minuto exato, a minha vida é a falta que sinto do meu amor, das palavras perfeitamente colocadas, do carinho, da certeza. Amor que não tem nome, endereço, não tem um rosto, não existe é só... uma miragem. Mas, talvez isso passe amanhã, e se resolva, e eu esqueça, e não pense nele nunca mais. Porque a vida pode ser mais que alguns momentos, deve ser mais que uma pessoa, e um pouco menos do que achamos que é. Mas, só talvez.


I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy - U2

9 comentários:

! Marcelo Cândido ! disse...

Saudades suas
...

Viviane Zion disse...

Tipo isso!!!

Diacho é que parece que a mente (ou o coração) estaciona e, ao contrário, a vida não pára!

Daí que a única alternativa é seguir carregando a carga pelo caminho, não sei se vc me entendeu!!! rs

Adoro essa música! Muito boa mesmo...

Grande beijo.

Metamorfoses disse...

Gente que coisa mais linda, Angel. Sério!Li a primeira vez e reli em voz alta. Perfeito. Vou falar mais nada pq não tenho adjetivos para descrever esse tsunami de sentimentos descrito por ti. Essa incerteza a perseguir e talvez seja apenas uma questão de tempo... Talvez, né??rs!
bjs, moça talentosa!
Ps: Vc sempre faz com q seu retorno valha a pena!

Gilson disse...

Primeiramente existe o amor por você que deve ser forte o suficiente para descubrir as nuances de seus desejos e sonhos e em seguida com naturalidade aparecerá o amor que tanto tens saudades.

Abs

O gerente disse...

tambem acho que a felicidade não tem cor, mas as vezes é possivel colorir ela com lembranças ou, principalmente, com o convivio. Agora em relação a vida, hoje ela tem um sentido, amanha ela pode nao ter mais. Gostei do texto.

A. Reiffer disse...

Gostei do teu blog e dos teus textos, parabéns!

Juliana. disse...

Que o amor venha de surpresa e com calma..preencha de luz todos os vazios e faça valer esse tempo de espera: é o que desejo a você minha amiga!
Ju

ErikaH Azzevedo disse...

A vida é mesmo tudo isso e muito mais...é mais do que aconteceu, mais do que ainda vai acontecer, a vida pra vc é o momento...e por isso a vida muda tanto né amora, a cada instante, e esse sentir da vida muda junto...e há vida no que dilacera sim e tb no que aconchega..e são tantas outras dicotomias onde o viver se sustenta....que a vida possa se mostra plena em todos os teus sentires, é o que te desejo.

Adorei o texto, como sempre , já é chover no molhado dizer o qto A D O R O tudo o que escreves.


Bjos muitos

Erikah

Caos Mental disse...

tu escreve mto guria, me arrepio com o quanto me identifico com teus textos, mesmo sem te conhecer.
PARABÉNS.

Postar um comentário