28 de agosto de 2011

Desfocado

Queria não ter tanto medo da vida. Queria ser, de verdade, esse “poço” de autoconfiança que eu deixo transparecer. Queria não me importar, queria esquecer, queria ser livre de coisas que eu sequer sei definir. Queria não ter tantas marcas e não ter memórias, mesmo que isso me custasse momentos que eu gostaria de lembrar. E eu queria, principalmente, que eu não fosse tão tola e aceitasse que tudo, tanto o bom quanto o ruim, é uma oportunidade de aprender e evoluir. Enquanto alguns escrevem suas histórias, eu às vezes sinto que nem comecei... Não que eu não tenha um passado, mas é que vejo tudo tão desfocado, que parece não existir.

Só é preciso lidar... E, aos poucos... eu consigo.


Garden - Pearl Jam

5 comentários:

Por que você faz poema? disse...

"She don't wander in
don't wander in here".

Danilo MM disse...

Mude o "i" de lugar e queira. A vontade é boa parte do caminho.

Emilly McRose disse...

Tão sucinta e profunda. Adoro esse blog.

=)

Juan Pardo disse...

Bonita reflexión la que haces en tu perfil...hay sensibilidad , calidez y dulzura a la vez.Te invito a seguir mi blog.Saludos.

She disse...

Você fala pouco em muito...rs ;) Beijo, beijoooo
She

Postar um comentário