10 de janeiro de 2011

So close no matter how far...

Eu queria estar à parte das tuas generalizações, queria valer a pena, pagar o esforço, ser a linha intransponível que te separa dos demais. De que adiantaram os textos que te fiz? De que adiantou ter chorado versos, inventado histórias, forjado finais? Do que adiantou ter revirado minha alma do avesso na esperança de te fazer feliz?

Não sou mais que uma amiga para você. E mesmo que eu seja a mais querida, você jamais me enxergará além. Talvez eu tenha te exigido demais, talvez tenha idealizado um homem que não existe, um homem que não corresponde ao que você é. E o pior de tudo é que persisto, sigo errando ao esperar que você realmente me veja ao olhar para mim.

Apenas... Siga seus passos como achar que deve. Esta é uma confissão que não precisa ser lida, muito menos, considerada. No fim, este é só mais um texto de despedida, como tantos que existem em minha vida, e que agora dedico a você.


Nothing Else Matters - Metallica

8 comentários:

*** Cris *** disse...

Hum...acho que deveria tentar!

Leo disse...

Angel! que saudades tuas menina!

É tão dolorido gostar sozinho, esperar sozinho,
andar sozinho, a gente sai inventando histórias, coisas, possibilidades.

Meu bem, sei que logo irá sorrir, eu torço muito e clamo por isso, não esqueço de vir aqui!!

Um abraço apertado!

Danilo MM disse...

Toda dor vai sempre valer a pena e ela que te faz seguir para lugares melhores. Não há palavra desperdiçada e a vida é um eterno abrir de mão.


P.s. Tenho o Black Album

Caos Mental disse...

de onde tu és, guria?

Angel disse...

De Goiânia, capital de Goias.

:)

Suzana Martins disse...

Respiro fundo, leio novamente e me vejo em cada linha, então, me silencio e me guardo dentro de mim!

Beijos

Marinha disse...

Que texto lindo e intenso, Angel!
O blog transborda emoções, hein.
Bjo e paz.

Metamorfoses disse...

E nessa vida a gente se despede de tantas coisas a todo momento, mas sempre tem o gostinho de primeira vez, né?
Intensa, Angel!
Adoro isso...
bj!

Postar um comentário